sábado, 5 de dezembro de 2009

educação burguesa


A educação burguesa .


De acordo com as palavras de aranha (2006.p.172) o grande acontecimento europeu foi a revolução francesa (1729), que depôs o Bourbon. Contra os privilégios hereditários da nobreza, os burgueses defendiam os princípios da igualdade, liberdade e fraternidade.É notável que a burguesia após a revolução industrial já se pondera como uma classe forte de grande poder aquisitivo e uma revolução certamente é algo inevitavél .

Após o termino das cruzadas no século XVIII houve uma grane alteração no quadro da economia europeia .Com a abertura das atividades comercias marítimas pelo mediterrâneo, nota-se um crescimento e desenvolvimento urbano ,cultural e industrial.

Dentre essas mudanças podemos observar que no período renascentista as sociedades possuíam um grande interesse pela educação. A maioria das famílias burguesas visava educar seus filhos com o objetivo de tomarem a liderança da política e dos seus negócios.

Esse processo gerou profundas mudanças na educação pós revolução, pois houve uma alteração no trabalho e no modo de vida, causou mudanças no setor de de produção e distribuição de mercadorias, pois como falado anteriormente sobre a reabertura do mediterrâneo, ocorreu um aumento nas relações comerciais que se expandiu por todo continente trazendo consigo o desenvolvimento do mercado consumidor. Entretanto todas essas transformações citadas (e tantas outras mais) resultaram numa profunda mudança na sociedade, causando com isso revoltas, protestos e guerras, por causas da desigualdades que estava se florescendo onde somente as classes mais favorecidas se beneficiavam com as mudanças e conquistavam cada vez mais bens, os demais que era a classe dos trabalhadores eram excluídos e não se favoreciam em nada, e como resposta ao fato em virtude da exploração de trabalho e dos baixos salários houve inúmeros conflitos entre a classe trabalhadora e os burgueses.

O processo educacional foi uma forma encontrada pela burguesia de se adentrar ao comportamento da classe proletária e modificar seus princípios e modo que então criasse um entendimento entre as classes. Através da educação e também da religião a burguesia consegue conter a classe trabalhista, pois os mesmo se davam por satisfeito ( temporariamente ) por participarem nesse meio já que na politica não tinham representação .A burguesia teve poder de criar e dotar um sistemática em todas as classes, tanto no proletariado quanto na nobreza. Conseguindo então colocar em pratica seu modo de visão educacional, buscando se favorecer e conquistar seus objetivos. Entretanto após a revolução francesa alguns setores da educação com ciências e filosofia sofreram inúmeras modificações e postaram em um processo de queda e substituição de princípios para que pudesse ser adaptada as novas condições da necessidade burguesa.

2 comentários:

jully disse...

Gostei muito de conhecer um pouco sobre à História da educação burguesa. Pós estou estuda sobre este assunto....

bebe disse...

tb sou aluna da uniasselvi de licenciatura de matematica de campo grande ms estava a procura a dias e nao conseguia achar nada sobre este tema para fazer um trabalho muito obrigada...